Informação acerca da dieta da USP, com o cardápio diário e semanal da dieta da USP, identificando as vantagens e desvantagens desta conhecida dieta. Como funciona a dieta da USP e quais os cuidados que deve ter após a sua conclusão.


quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Dieta dos Pontos

Esta dieta, em vez de restringir alimentos calóricos, conta ponto a ponto cada item consumido durante o dia. É essa a premissa da Dieta dos Pontos, criada há cerca de 30 anos pelo endocrinologista Alfredo Halpern, chefe do grupo de obesidade do Hospital das Clínicas da USP (Universidade de São Paulo).

Como funciona a dieta dos pontos?

A dieta segue uma tabela que converte os valores calóricos dos alimentos em pontos. A partir de um limite a ser determinado por um médico ou nutricionista, cada pessoa terá de anotar absolutamente tudo o que come. A pontuação individual é calculada em função da altura, sexo, idade, hábitos alimentares e atividades físicas, O controle dos alimentos tem de ser bastante rigoroso. Até mesmo uma balinha precisa ser contabilizada. Não há restrição de nenhum alimento, desde que não sejam ultrapassados os pontos pré-estabelecidos. Ou seja, você pode comer uma barrinha de chocolate, que vale 45 pontos, mas terá de compensar no decorrer do dia consumindo alimentos que valem menos pontos, como a maçã (14 pontos), por exemplo.
A idéia é deixar a pessoa livre para consumir os alimentos que gosta, desde que numa quantidade adequada. O controle acaba sendo mais da quantidade do que na qualidade dos alimentos.

Vantagens da dieta dos pontos

Se por um lado a liberdade de escolha dos alimentos torna a Dieta dos Pontos tentadora, por outro ela pode tornar-se danosa à saúde.
A Dieta dos Pontos vai de encontro ao que se entende por dieta balanceada, nos quais os alimentos devem ser distribuídos proporcionalmente entre carboidratos, gorduras e proteínas.
O foco fica apenas no valor calórico dos alimentos e não no valor nutricional. Se privarmos nosso organismo de nutrientes essenciais ao seu perfeito funcionamento, podemos acabar desenvolvendo a 'fome oculta', que, a longo ou médio prazos, pode acarretar uma série de doenças, como osteoporose, diabetes, problemas cardiovasculares e hipertensão, entre outras mais.



Desvantagens da dieta dos pontos

Apesar da dieta dos pontos permitir uma grande liberdade na escolha dos alimentos que se podem ingerir, o que torna esta dieta apetecível, existe o risco de que, cada pessoa opte por um tipo de alimentação desajustada e desequilibrada em termos nutricionais. 

A Dieta dos Pontos terá de ser implementada, tendo em atenção as regras associadas a uma dieta balanceada, na qual os alimentos devem repartidos de forma adequada entre proteínas, gordura e carboidratos.

Esta dieta restringe-se apenas ao valor calórico dos alimentos, esquecendo o valor nutricional dos mesmos.. 
Quando privamos o nosso organismo dos nutrientes que se tornam essenciais a um perfeito funcionamento, corremos o risco de contrair diversas doenças associadas a um regime alimentar desequilibrado, como é o caso da diabetes, osteoporose ou problemas cardiovasculares.

Deste modo, os praticantes da dieta dos pontos, para além de conhecerem os valores calóricos dos alimentos, devem também conhecer as proporções de alimentos que devem utilizar em cada refeição, respeitando os diversos grupos de alimentos, estabelecidos na pirâmide alimentar.

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL