Informação acerca da dieta da USP, com o cardápio diário e semanal da dieta da USP, identificando as vantagens e desvantagens desta conhecida dieta. Como funciona a dieta da USP e quais os cuidados que deve ter após a sua conclusão.


quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Dieta da USP - Riscos e efeitos

Um efeito muito comum que é provocado pela dieta da USP é a diminuição dos níveis de açúcar e glicemia no sangue. Isto é importante para pessoas diabéticas, especialmente as que necessitam de insulina ou medicação. Como as dietas que têm como base a ingestão de poucos carboidratos causam alterações no açúcar no sangue é importante falar com o médico antes de fazer uma dieta deste tipo.
O efeito principal da dieta da USP é o emagrecimento. Tecnicamente isto não é um efeito secundário, mas os efeitos relacionados com a perda de peso incluem a regulação da pressão sanguínea, melhoramento ou desaparecimento de problemas digestivos e melhoramento de problemas respiratórios.
Se estiver a tomar medicação para a hiper-tensão ou pressão sanguínea alta, um efeito da dieta da USP é a alteração da pressão arterial. Assim, deve sempre consultar o seu médico para rever a quantidade ou a necessidade de medicação. O mesmo se aplica a problemas digestivos e intestinais, se sentir diferença no melhoramento e desaparecimento dos sintomas o seu médico deve ser consultado.

Existem alguns efeitos secundários que não são perigosos mas podem ser inconvenientes. Estas dietas restritivas como a dieta da USP, podem fazê-lo sentir dores de cabeça, náuseas, tonturas, falta de força e cansaço, fácil irritabilidade e azia.
Existe ainda um conjunto de efeitos que são específicos para as mulheres. Na primeira semana da dieta da USP as mulheres podem ter mudanças no ciclo menstrual. Este efeito é causado pelo ajustamento do organismo a um novo estilo de alimentação. Os efeitos positivos da dieta da USP surgem depois, a menstruação é menor e vai ter menos dores e diminuição de outros problemas enquanto está a fazer uma dieta com poucos hidratos de carbono.
Estes efeitos secundários são fáceis de reduzir se beber água suficiente e estiver bem hidratado, dormir bem e ter a certeza de não estar sempre com fome. Em casos raros estes efeitos secundários iniciais podem durar até 10 dias mas normalmente duram entre 5 a 7 dias.
 
Conheça o cardápio da Dieta da USP aqui.
Conheça ainda como funciona a Dieta da USP, aqui.


ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL