Informação acerca da dieta da USP, com o cardápio diário e semanal da dieta da USP, identificando as vantagens e desvantagens desta conhecida dieta. Como funciona a dieta da USP e quais os cuidados que deve ter após a sua conclusão.


quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Dieta da Zona


O princípio da dieta da zona tem por base a manutenção dos níveis de insulina no sangue estáveis, já que o excesso de insulina no sangue é responsável pela acumulação de gordura no corpo, sendo resultado do consumo excessivo de carboidratos que se tornou usual no modo de alimentação da sociedade nos dias atuais.

Balanço hormonal do corpo

A dieta da zona incentiva o balanço hormonal do corpo, implementando uma alimentação com proporções corretas de carboidratos, proteínas e gorduras. Mais precisamente, a fórmula sugerida pela dieta da zona é a de que a ingestão de calorias seja proveniente de 40% de carboidratos, 30% de proteínas e 30% de gorduras.
O Dr. Barry Sears, criador da dieta da zona, sugere que consumindo as quantidades corretas desses componentes, pode-se controlar a produção de insulina no corpo, fazendo com que você queime a gordura de forma mais eficiente.
Para se seguir essa dieta é necessário obedecer a uma lista de combinações de alimentos que juntos, oferecem as proporções corretas de carboidratos, proteínas e gorduras. Além de seguir essas combinações de alimentos, também é necessário aprender a medir porções corretamente, o que pode levar algum tempo até que se acostume. O criador dessa dieta sugere o uso de balanças se a pessoa não estiver acostumada a medir porções.
Por isso, um dos problemas dessa dieta é a dificuldade em seguir as combinações todos os dias, o que pode se tornar impraticável e tomar muito tempo para seu planejamento.


ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL